sábado, 1 de fevereiro de 2014

[Palavras Soltas] "Namora um rapaz que lê" por Emanuel Madalena


Nas minhas "navegações" por esta blogosfera, encontrei este texto que de facto me deixou emocionada e que adorei mesmo ler!
Não tenho ideia se Emanuel Madalena existe mesmo, pode ser um heterónimo de alguém, mas isso não lhe tira o brilho deste texto que escreveu!

Pedi a devida autorização porque achei que seria interessante partilhar este texto e também ficar para memória futura aqui no meu cantinho.





"Namora um rapaz que lê" 
por Emanuel Madalena
(É um texto longo eu sei... mas vale a pena *_*)

Namora um rapaz que lê. Namora um rapaz que gaste o dinheiro todo em livros em vez de cerveja, que prefira estar contigo do que ver futebol com os amigos, ainda que vocês fiquem ambos em silêncio, a ler. Acredita queé bom. Namora um rapaz que queira ter bibliotecas em vez de automóveis, que tenha uma lista enorme de livros que quer ler, em vez de uma lista de videojogos.
Encontra um rapaz que lê. Vais saber que é ele, porque anda sempre com um livro por perto. 
É aquele que te espreita por cima do ombro para ver o que estás a ler no metro ou no autocarro. 
É aquele que te pergunta se estás a gostar do livro e em que parte vais. 
É aquele que quase nem dá pela tua chegada, de tão absorto nas páginas, mas que pousa logoo livro quando te vê.
É um rapaz que lê, mas nunca vais ter de competir com os livros - terás de coexistir com eles.
Não te preocupes. O rapaz vai ler-te como nunca foste lida, mas as tuas páginas são infinitas e as mais interessantes de toda a literatura universal. 
Namora um rapaz que lê. Começa por convidá-lo a ver a tua biblioteca, mesmo que seja pequena. Fiquem a tarde toda a beber chá e a falar de livros.
Não falem só do que gostam, por isso declara o teu ódio por Paulo Coelho - 
é bom partilhar também os ódios. 
Podes dizer-lhe que percebeste o Ulisses do Joyce só para soares inteligente. 
Ele não vai fazer mais perguntas. Até porque também não o percebeu. 
É fácil namorar com um rapaz que lê. Oferece-lhe livros no dia de anos, no natal e em todas as datas especiais. Oferece-lhe poemas como presente e exige que ele te retribua. 
Podes ser romântica sempre que quiseres. Podes recriar momentos dos teus livros favoritos – ele não se importará por não serem originais porque percebe que a vida é que tem de ser mais parecida com os livros.
Namora um rapaz que lê e alimenta-lhe a curiosidade. “Nada do que é humano” lhe é estranho, por isso vai ouvir-te como ninguém. Além disso, tem melhor vocabulário para exprimir o seu amor, e vai fazê-lo todos os dias, de formas infinitas. Ele é um rapaz que lê, já viveu milhares de vidas e compreendeu milhares de ideias, por isso encara o mundo com a bonomia de quem sabe o minúsculo lugar que ocupa no meio do caos aleatório do destino.
Mente-lhe. Ele é um rapaz que lê e compreende a sintaxe. Compreende a mentira e a ficção. 
Mas não traias a sua confiança - ele não está habituado. Adora que um livro lhe minta, mas quando um livro o trai ele deixa de o ler. E não te preocupes por seres comparada a um livro. Vais perceber que é o maior elogio que te poderia dar e, de qualquer forma, verás que és muito mais do que isso para ele.
Se o desiludires, trata de respeitar o arco da narrativa e arranja uma resolução que leve a um clímax. És tu a heroína das vossas páginas.
Não tenhas medo de mudar, porque ele é um rapaz que lê, e sabe que todas as personagens interessantes evoluem.
Namora um rapaz que lê. Vais ter o melhor sexo da tua vida. Adora Bukowski e Henry Miller, não tem inibições. Já leu a Madame Bovary e a História de O. Sabe que há um mundo em cada consciência e está habituado às subtilezas da boa literatura – vai estar atento ao que sentes e perceber a linguagem do teu corpo.
Namora um rapaz que lê e criem a vossa própria língua, cheia de citações e referências a livros. Ambos sabem que “as palavras são como pedras, o que nelas vive é o espírito que por elas passa”, e por isso também reconhecem uando dar valor aos actos. Vão rechear as páginas das vossas vidas de mil e uma aventuras, reais e imaginadas. 
Terão crianças com nomes estranhos e gostos ainda mais estranhos. 
Vão decorar o quarto dos meninos com a Alice e o das meninas com o Principezinho, para baralharem um pouco as convenções.
Quando já estiverem a atravessar juntos os invernos da vossa velhice, a biblioteca que partilham continuará a ser o símbolo do vosso amor, sempre a crescer, sempre inacabado. 
Mais do que "as vossas músicas" vão ter "os vossos versos", que continuarão a sussurrar um ao outro enquanto falam de livros como no primeiro dia, a beberem chá pela tarde fora.
Namora um rapaz que lê, porque tu mereces. Mereces um rapaz que te pode dar a vida mais colorida que consegues imaginar. Se só lhe podes oferecer monotonia, dias cinzentos e má literatura, estás melhor sozinha. Mas se queres o mundo e os mundos que estão para além do mundo em páginas por inventar, então namora um rapaz que lê.
Ou, melhor ainda, namora um rapaz que escreve."


(a partir de http://www.goodreads.com/quotes/437516-you-should-date-a-girl-who-reads-date-a-girl)

o post foi "encontrado" no blog Rua de Papel  da T.M. :)


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...