quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Rosa Selvagem [Opinião]



Rosa Selvagem

Patricia Cabot


Sinopse
Como nunca houvera uma mulher que não conseguisse encantar, Edward tinha a certeza de que iria conquistá-la. Mas Pegeen MacDougal não era nem velha, nem criança - era muito mulher, com uma língua aguçada, uns olhos verdes de levar ao inferno e uma sensualidade que o deixava doente. Infelizmente, ela desprezava-o, assim como à ostentação da sua classe social e à falta de consideração que mostravam pelos menos afortunados. Mas, pelo bem do seu sobrinho Jeremy, Pegeen concordou que ambos se mudariam para a propriedade de Edward. O risco tornou-se rapidamente aparente. Pois ela sabia que podia resistir ao dinheiro de Edward, ao seu poder, à sua posição... a todo o seu mundo. No entanto, era o seu beijo que prometia ser a sua destruição.


Opinião
Sendo uma das primeiras historias que Meg Cabot, escreve como Patricia Cabot...trás nos aqui uma trama mais no contexto histórico...
A acção desenrola-se em meados do Sec. XIX, com todos os preconceitos sociais muito "apurados".
Temos uma protagonista muito decidida apesar da sua origem simples e temos um personagem masculino que aparentemente evita ao máximo as responsabilidades enerentes ao titulo de  Duque.
Neste contexto ele persegue até á exaustão todas as pistas de modo a encontrar o verdadeiro herdeiro do titulo.
A sua busca é recompensada não só com o herdeiro mas tambem com aquela que fez o seu coração se suavizar e se entregar a um amor verdadeiro.
A trama não nos apresenta nada de novo mas gostei da "picardia" dos personagens e na tentativa de cada um fazer valer a sua perspectiva.

Em jeito de resumo gostei porque acabou por ser uma leitura agradável!
Este é a primeira parte da "duologia" Rawlings, a historia seguinte tem o titulo "Retrato do Meu Coração"

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...